Extinção e criação de cargos pauta audiência na AL

O Projeto de Lei 25/2015, que extingue, cria e majora valores de cargos e funções gratificadas na esfera da Justiça de 1º grau foi objeto de debate na audiência pública realizada nessa quinta-feira (20/08), na Assembleia Legislativa.

Enviada pelo Poder Judiciário ao Legislativo, a matéria, a partir da articulação de um grupo de servidores da Justiça, ingressou na pauta de trabalho da deputada Juliana Brizola, que por meio da Comissão de Segurança e Serviços Públicos (CSSP), aprovou o pedido para a realização do debate, que mobilizou a categoria. 

Sob a coordenação e mediação da deputada Juliana Brizola, a mesa de debates foi formada pelo presidente da ASJ, Paulo Olympio, desembargador Tasso Delabary, no ato representando o Tribunal de Justiça, o presidente da Ajuris, Eugênio Couto Terra, e o presidente do SindjusRS, Marco Aurélio Weber. Além dos convidados, presidente do SIMPE-RS, Alberto Ledur, e o promotor do Ministério Público, André Carvalho Leite.

 

Após a exposição dos componentes da mesa, os servidores inscritos para falar foram um a um defendo as suas posições, ora aplaudidas, ora contestadas. Depois de 2 horas e 46 minutos de audiência pública, a sensação é de que o assunto não se gostou e a certeza é de que novos debates virão, como bem colocou a deputada Juliana. “Esse foi o primeiro encontro e serviu para que eu pudesse compreender os diferentes pontos. Não tomei nenhuma decisão, vou avaliar e se precisarem a Assembleia e eu estaremos abertos ao diálogo”.

 

Texto e fotos Gisele Gonçalves