Não ao Sindicato dos Oficiais de Justiça

 

A ABOJERIS, ASJ e SINDJUS manifestam, com absoluta certeza, que nunca se viu um momento sindical e associativo semelhante ao atual, onde estas entidades convergem num trabalho - salvo peculiaridades administrativas de cada entidade - unido e coeso em nome dos interesses de TODOS OS SERVIDORES DA JUSTIÇA, sendo que a criação de mais uma entidade sindical, numa mesma base territorial, ainda mais dizendo respeito à divisão de única categoria (dos servidores da justiça), em nome de um de seus segmentos (oficiais de justiça), além de em absolutamente nada contribuir para o avanço da pauta de reivindicação, será palco de discussões no âmbito jurídico que só servirão para desviar o verdadeiro foco, tanto do sindicato quanto das associações, ainda mais em momento em que se luta em várias frentes – PCS, reposição salarial etc.

Não há a mínima procedência quando se afirma que a ABOJERIS não é reconhecida pela atual administração do TJ; muito antes pelo contrário, jamais foi tão prestigiada tendo sua seriedade sido reconhecida. Além do mais, sempre tem sido convocada, assim como a ASJ, em reuniões e atos aonde se venha tratar assuntos de interesse da categoria.

Aventuras políticas como essas dão azo a que pessoas, mal informadas ou mal intencionadas, venham a veicular documentos apócrifos com infundadas afirmativas de falta de trânsito no TJ, ou de interesse, de uma ou outra entidade, acerca das questões dos oficiais de justiça, circunstâncias que justificariam a fundação de nova entidade específica para o mesmo segmento categorial.

Por fim, unidas e conscientes de seus verdadeiros papéis, as entidades que, por seus representantes legais, subscrevem esta nota, rogam a todos os Oficiais de Justiça que se façam presentes, no dia 20/12, à pretensa Assembleia de Fundação da entidade sindical, e lá manifestem o seu repúdio a uma iniciativa que só contemplaria a interesses pessoais, dividindo a categoria e enfraquecendo substancialmente a luta.

 

PORTO ALEGRE, 10 de dezembro de 2014.

 

JACQUES MARCINEI PEREIRA

ABOJERIS

PAULO SEBASTIÃO GONÇALVES OLYMPIO

ASJ-RS

MARCO AURELIO RICCIARDI WEBER

SINDJUS-RS