Palestrante critica modelo tributário aleijado

A Palestra de Maria Lúcia Fattorelli, coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida, no Seminário Transparência e Cidadania que está sendo realizado nesta segunda-feira (29/08), no Teatro Dante Barone, na ALRS, foi contundente ao abordar o sistema tributário brasileiro: “Nós temos no Brasil um modelo tributário aleijado”.

Segundo a palestrante é preciso instituir o imposto sobre as grandes fortunas, que está previsto na Constituição Federal, mas nunca foi posto em prática. Destacou também que é necessário auditar a origem da dívida dos Estados que, conforme já sustentado tecnicamente, já pagaram mais de duas vezes os valores devidos, em razão de refinanciamentos leoninos. Situação considerada por ela como “insustentável”.

O seminário está sendo promovido pelo SENGE (Sindicato dos Engenheiros do RS), com apoio, dentre outras, da União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública (UG). Nas atividades da tarde, ocorrerá o painel Cidadania, Previdência e Justiça Social com a presença da Dr. Denise Gentil.

 

Texto e fotos: Valéria Possamai