PEC 261/2016, que retira direitos dos servidores, é aprovada na Assembleia Legislativa

Após duas sessões sem quórum, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 261/2016, que acaba com o tempo fictício de trabalho no serviço público para a concessão de benefícios garantidos aos servidores, foi votada e aprovada, em primeiro turno, por 36 votos a favor e 18 contra, na manhã desta quinta-feira (06/7), na Assembleia Legislativa (AL). A PEC, que atinge crucialmente os servidores públicos do Estado, foi motivo de contestações de alguns parlamentares, e de manifestações dos sindicatos, associações, fundações e demais entidades na galeria da AL. O presidente da Associação dos Servidores da Justiça, Paulo Olympio, esteve presente em todas as sessões que discutiram a PEC, dialogando e pressionando os deputados para votarem contra o Governo e a favor dos servidores.

Na terça-feira (04/7), as entidades se reuniram com a bancada do PDT para tentar firmar um acordo com os parlamentares. Na ocasião, Olympio lembrou aos deputados que o PDT foi fundamental para a construção da Constituição Estadual, assegurando os capítulos referentes ao servidor público. Olympio finalizou recordando a posição e o apoio que o deputado estadual Carlos Araújo (PDT) teve na época da Constituição Estadual, em 1989, para a categoria.
    
A ASJ segue firme na luta pelos seus associados e do serviço público.
   
Confira algumas fotos do Plenário:

                        Presidente da ASJ, Paulo Olympio, e a deputada estadual, Juliana Brizola (PDT).

      Olympio, ao seu lado o secretário-geral do Sindjus, Davi Pio, e o deputado estadual, Pedro Ruas (PSOL).

                                                Olympio, e o deputado estadual, Marlon Santos (PDT).

Texto: Letícia Breda
Foto: Letícia Breda