Conselho Deliberativo do IPE debate avaliação dos imóveis do instituto

 

Na última reunião do ano, o Conselho Deliberativo do IPE debateu nesta quarta-feira (20/12) o documento com o levantamento patrimonial dos imóveis do instituto. A diretoria administrativa financeira do IPE listou os dez principais imóveis, entre eles o edifício sede do instituto, avaliado em R$ 90 milhões, e a fazenda Santa Rita, avaliada em R$ 38 milhões de acordo com os valores de mercado à época das avaliações, consideradas já ultrapassadas. 

Ao solicitar tal levantamento, um dos objetivos do Conselho Deliberativo era verificar qual a receita gerada a partir das locações. “Porém, o documento não menciona quais estão ocupados ou não e nem se a receita obtida por meio dos imóveis locados está sendo revertida para o Fundo de Assistência à Saúde”, comenta Luís Fernando Alves da Silva, presidente do conselho e vice-presidente da ASJ.

Durante o encontro, ficou definido que Silva irá solicitar, em nome do Conselho Deliberativo do IPE, uma audiência com o procurador-geral do Ministério Público. O objetivo é acionar o órgão para evitar que os imóveis do instituto sejam alienados, conforme iniciativa do governo, ou sejam repassados ao Estado, conforme consta no artigo 26 do Projeto de Lei 211/2017, que prevê a criação do IPE Saúde e a transferência do patrimônio imobiliário do instituto ao Estado. 

A pauta do último encontro do ano contemplou ainda a votação da Política Anual de Investimentos/PAI/2018 (Processo nº 17/2442-0013693-0) e a apresentação do relatório de atividades anual do Conselho Deliberativo. Após apresentação do parecer do conselheiro relator, Édino José Alves, foi aprovado o PAI 2018, por unanimidade pelos presentes, conforme os limites de aplicação previstos e meta de rentabilidade equivalente ao IPCA mais 4,5% ao ano. 

Antes de iniciar a reunião, o público que circulava pela recepção do prédio do IPE, assim como os servidores, puderam prestigiar apresentação do Coral SINAPERS Encanto, que interpretou três canções de Natal.

 

Texto e foto: Bruna Karpinski